Diversidade é chamar para a festa, inclusão é convidar para dançar

Mariana Villalva- Sócia da EXEC

A EXEC tem como fundamental valor a Diversidade & Inclusão. Buscamos manter todo nosso time de colaboradores, candidatos e clientes engajados nesse tema constantemente. Diversidade é uma jornada e buscando integrar-se a este movimento, a EXEC estabeleceu um Comitê de Diversidade & Inclusão. Confira o conteúdo em artigo da Sócia Mariana Villalva, para o blog Radar Exec.

 

Diversidade é chamar para a festa, inclusão é convidar para dançar

 

É com essa linda reflexão que começo meu texto. Longe de ser um discurso vazio de marketing, a Diversidade hoje está no centro das ações e decisões de milhares de organizações em todo Brasil. A liderança está percebendo que a inclusão de Negros, LGBTQIA+, PCDs, Mulheres entre outras minorias (no mundo corporativo), faz com que uma empresa seja mais humana, próspera, e lucrativa, fato comprovado por pesquisas de instituições respeitadas, como McKinsey, por exemplo.

 

“As empresas com a maior diversidade de profissionais em seu quadro foram mais propensas a superar financeiramente as medianas do setor do que as empresas de com menor diversidade de gênero (por 16%) e diversidade étnica (por 35%).”

Fonte: McKinsey & Company, 2017

 

Para mim, Diversidade é uma jornada, delicada e polêmica, mas muito bonita e genuína. Deve ser desenvolvida a longo prazo, já que, não é a contratação de um líder negro, por exemplo, de forma isolada, que fará com que a empresa tenha uma cultura diversa. Mas sim, a partir da implantação de programas que promovam o assunto, como palestras sensibilizadoras, treinamentos, seleção de estagiários e trainees com foco nas minorias, como fizeram recentemente Bayer e Magazine Luiza, além claro, de promoções, desenvolvimento e aceleração de carreira de pessoas diversas dentro das próprias organizações.

 

Buscando integrar-se a este movimento, a EXEC estabeleceu um Comitê de Diversidade & Inclusão, do qual sou Head. Estamos buscando fortemente fazer a nossa parte com coragem e perseverança. Estabelecemos metas de entrevistas de pessoas diversas em cargos executivos para todo o nosso time de analistas, associates, diretores e sócios. Precisamos garantir que todo o processo de mapeamento, recrutamento e seleção seja contemplado por candidatos que representem a inclusão no país. Transformamos D&I em um dos nossos valores e estamos desdobrando ações internamente para que todos possam sentir e vivenciar essa jornada. Ainda, fazer parte de organizações internacionais como a AESC e Panorama nos permite estar alinhados com um movimento global de inclusão nas empresas.

 

A EXEC sempre acreditou que a D&I deve estar no DNA das pessoas e na cultura das organizações. Prova disso é que há 4 anos já atuamos no tema, com um programa consagrado chamado “As Executivas do Amanhã” que convida CEOs e VPs de RH mulheres para mentorar jovens universitárias. Desde o ano passado, estamos associados ao 30% Club, organização que visa ter 30% de Mulheres em Boards/Conselhos.

 

Temos o compromisso de possibilitar que pessoas diversas que estavam escondidas ou sofriam qualquer tipo de preconceito, mas que são brilhantes e competentes, protagonizem a transformação essencial que tanto necessitamos nos dias de hoje. Estamos confiantes de que estamos fazendo a nossa parte para acelerar esse processo.