Faturamento é aspecto mais impactado pela crise, segundo pesquisa

Fonte: IT Forum 365

Estudo da EXEC mostra que 42% consideraram este o ponto mais crítico das áreas afetadas

Uma pesquisa da EXEC, consultoria especializada na seleção de executivos do alto escalão e programas de desenvolvimento de liderança, aponta os impactos da pandemia nos negócios sob a perspectiva de 90 executivos C-Level em posição de comando em suas empresas. Para 42% destes profissionais ouvidos pela pesquisa, o faturamento foi o aspecto mais impactado nos negócios, enquanto para 36% o ponto mais crítico da crise foi organizacional e operacional. Para 11% o aspecto mais desafiador a ser superado no período foi o relacionamento com o cliente.

Em contrapartida, a necessidade de investimentos no primeiro semestre para a viabilidade ou expansão dos negócios é apontada pelos 90 líderes de empresas ouvidas. Entre as principais áreas que receberam investimentos, 61% dos líderes indicam que suas empresas fizeram investimentos em tecnologia, enquanto 32% afirmam que tiveram que investir em gestão de pessoas, 24,5% indicaram investimentos em marketing, 22% na expansão de sua estrutura de comércio eletrônico, 22% em desenvolvimento e formação de profissionais e 13% em logística.

Os processos de reorganização das equipes de trabalho no período mais crítico das políticas de isolamento social demandaram investimentos em tecnologia que não estavam previstos no orçamento para 29% das empresas, segundo os executivos que participaram deste levantamento, enquanto 65% afirmaram que suas empresas conseguiram se organizar sem dificuldades. Para 30% das empresas houve a necessidade de substituição de profissionais no alto escalão para se tornarem mais competitivas diante de um cenário de grandes mudanças e adversidades, enquanto 70% das companhias não fizeram mudanças no primeiro semestre.

Perspectivas do segundo semestre

Em relação ao segundo semestre, 98% dos executivos afirmam que suas empresas demonstram interesse em contratações para novas posições ou substituição de profissionais no alto escalão. Entre os perfis mais desejados por estas empresas, 50% afirmaram priorizar habilidades comportamentais, 42% buscam profissionais com perfil mais digital, 29% afirmaram buscar executivos com perfis mais técnico 23% apontam ser necessário contratar executivos mais experientes, enquanto que para 10% os executivos com remuneração em níveis menores do que os atuais serão os mais demandados por suas companhias.

“Diferentemente de outras crises, a atual ao invés de esfriar as políticas de inclusão nas empresas, acelerou os processos e as empresas passaram a incorporar de forma estruturada políticas de contratação voltadas para absorver talentos deste contexto de diversidade. E este é um fenômeno global, que vem sendo discutido por consultorias fora do Brasil também”, analisa afirma o sócio fundador da EXEC, Carlos Eduardo Altona.

Confira a matéria original: https://itforum365.com.br/faturamento-aspecto-mais-impactado-pela-crise-segundo-pesquisa/